QUALIDADE E SUSTENTABILIDADE

Carne bovina cada vez
mais lucrativa e sustentável

A CIA de Melhoramento é fruto da união de pecuaristas do Brasil, Paraguai e Colômbia que buscam produzir carne bovina nos trópicos de forma cada vez mais lucrativa e sustentável. 

SOLUÇÕES

Conheça nossas soluções

A CIA de Melhoramento foi pioneira na implementação, de maneira sistemática, do uso dos recursos genômicos em sua rotina de avaliações genéticas, através do projeto 100% Genômica, onde a totalidade dos reprodutores CEIP produzidos na CIA são genotipados e seus valores genéticos são expressos em DEP’s Genômicas, com incremento da acurácia.

Como fazemos?

Veja nosso vídeo institucional e conheça um pouco do processo da CIA de Melhoramentos.
SOBRE A CIA.

A CIA de Melhoramento é fruto da união de pecuaristas do Brasil, Paraguai e Colômbia que buscam produzir carne bovina nos trópicos de forma cada vez mais lucrativa e sustentável.

Embora a maior parte deste grupo já tivesse um trabalho desenvolvido na área do melhoramento genético, sentíamos a necessidade de avançar mais rápido e com objetivos muito bem definidos. Em 2014, surgiu a oportunidade de tornar esse desejo realidade, em um propósito concreto e vigoroso.

A entidade constituída foi estruturada de forma a permitir a discussão livre de ideias, em um ambiente participativo para a tomada de decisões e com a agilidade que a empreendimento exige. Tudo isso com um crivo técnico rigoroso e compromisso de seriedade e profissionalismo com nossos associados e seus clientes.

1
Rebanhos
+ 0 Milhão
Animais avaliados
+ 0 Mil
Animais certificados
+ 0 Mil
Genótipos de Animais

Associados

Seja um associado CIA!

Clique no botão abaixo e preencha o formulário. Em até 2 dias você receberá um telefonema de um técnico da CIA para agendar uma visita à sua fazenda.

SOBRE O CEIP

O CEIP (Certificado Especial de Identificação e Produção) é um certificado outorgado pelo MAPA aos programas de melhoramento genético aprovados e reconhecidos no projeto técnico CEIP.

Foi oficialmente criado em 1995, a partir da publicação da portaria 267, depois regulamentado no mesmo ano através da portaria 22, tornando operacionalmente habilitado. Recentemente foi atualizado pela publicação da Instrução Normativa nº 12, de 2 de fevereiro de 2018.

Os programas de melhoramento genético são responsáveis pelo estabelecimento e cumprimento de critérios e procedimentos técnicos que direcionem este certificado aos animais geneticamente superiores, com real potencial de transmissão desta superioridade produtiva às próximas gerações.

  • Projeto técnico do programa de melhoramento é aprovado e reconhecido pelo MAPA.
  • As informações consideradas para cálculo dos valores genéticos, bem como os procedimentos técnicos envolvidos, são auditados pelo MAPA.
  • Competência produtiva dos indivíduos portadores do CEIP, uma vez que só uma restrita parcela da população pode receber o CEIP. Um percentual máximo de 30% de certificação, partindo inicialmente de um patamar de 20%, evoluindo na taxa de 0,5% ao ano de acordo com o ganho genético comprovado.
  • Financiamento de instituições financeiras públicas ou privadas.
  • Benefícios fiscais (isenção de ICMS).

O modelo de CEIP da Cia de Melhoramento caracteriza o animal certificado, através de sua Identificação, data de nascimento, sexo, raça, criatório de origem, bem como suas informações genealógicas. As informações genéticas estão dispostas de maneira gráfica e nominal, representadas em unidades de desvio padrão (estandartizadas), com as barras intencionalmente orientadas para a direita para características desejáveis e o comprimento da barra expressa a intensidade (positiva ou negativa) desta DEPh genômica.

ICIAGen: Índice calculado com base nos DEPhs genômicos ou IPP calculada, no caso de novilhas, visando maior ênfase com precocidade sexual,
considerando a seguinte composição:
ICIAGen = 2,9% PN + 11,75% GND + 2,9% CD + 5,9% PD + 25% GPD + 5,9%CS + 11,8% PS + 10,3% MS + 4,4% TEMP + 13,25% IPP
IDESM: Índice de seleção à desmama utilizado na Cia de Melhoramento, cuja composição é a seguinte:
IDESM = 36% GND + 18% CD + 23% PD + 23% MD
RMat: Retorno maternal. Índice de seleção para eficiência produtiva de fêmeas.
Estimativa de retorno em kg de peso vivo/matriz/ano, contempla precocidade sexual, permanência produtiva, produtiva materna e custo de mantença.
IFRIG: Índice frigorífico. Visa auxiliar a identificar animais com potencial genético para incrementar qualidade e rendimento de carcaça e qualidade de carne,
sem promover incremento em peso adulto e exigências nutricionais. Considerando a seguinte composição:
IFRIG = 9% PCQ + 11% AOL + 21% RC +11% EGS + 8% MAC + 3% MAR +8 % GPD + 1% CS + 9% PS+ 9%MS + 10% PV.
PCQ: Peso de carcaça quente, AOL: Área de olho de lombo; RC: Rendimento de carcaça; EGS: Espessura de gordura subcutânea; MAC: Maciez; MAR: Marmoreio
acc: Acurácia de informação.
Para cálculo dos índices (ICIAGen e IDESM), são aplicadas restrições que visam penalizar animais com DEPhs desequilibrados

Faça uma consulta do CEIP

TREINAMENTOS

Treinamentos CIA.

Curso de Capataz

A proposta deste treinamento é preparar as lideranças operacionais das equipes de fazenda, com destaque aos conceitos técnicos relacionados ao programa de melhoramento genético animal.

Curso de MGA

O objetivo deste treinamento é apresentar os conceitos fundamentais do melhoramento genético animal, bem como as aplicações mais modernas desta especialidade.

Contato

Cia de Melhoramentos © 2021 Todos os Direitos Reservados

Avaliação Genética CIA

Informações fenotípicas, aquelas coletadas a campo, são fortemente influenciadas por efeitos ambientais, as tomadas de decisões que afetem o futuro do seu rebanho precisam estar embasadas em indicadores mais robustos, mais confiáveis à avaliação genética.

A avaliação genética proporciona uma análise segura do potencial produtivo do seu rebanho, e dos indivíduos que o compõem, devido ao tratamento estatístico das informações, bem como as correções e ajustes para efeitos ambientais, isolando o componente genético do resultado aferido (fenótipo).

O processo de avaliação genética do rebanho proporciona informações sobre os produtos, matrizes e reprodutores.

Produtos – Os produtos nascidos dentro do programa são sistematicamente avaliados, o que permite ao criador conhecer o potencial maternal de suas matrizes e reprodutores utilizados, bem como realizar seleção dos produtos na desmama e no sobreano.

Matrizes – A avaliação genética possibilita ao criador conhecer individualmente suas matrizes, e especificamente os pontos fortes e fracos de cada uma delas. Este nível de conhecimento possibilita a seleção eficiente das matrizes, bem como o planejamento das próximas gerações (acasalamento genético).

Reprodutores – Como parte fundamental da equação do melhoramento genético, os reprodutores pais dos produtos avaliados possuem o seu valor genético calculado, de acordo com o número de filhos calculados, maior será a precisão desta predição.

Base Genética

A Cia de Melhoramento utiliza-se de uma base genética móvel, assim a medida que a população melhora seus índices de produção, a base genética assume um novo ponto médio, portanto mais dinâmica e desafiadora.

Mais do que apontar o melhor indivíduo de sua fazenda, este trabalho técnico situa o animal e o rebanho em um universo que extrapola os limites de sua propriedade, um processo de Benchmarking do seu empreendimento pecuário.

ICIAgen – É um índice harmônico, porque penaliza indivíduos com DEPhs genômicas desequilibradas (linear quadrático), bonificando aqueles que possuam intensa superioridade harmônica entre as diferentes características selecionadas.

Além do índice de seleção (ICIAgen), calculamos também o IDesm, o índice de desmama. Este índice é um indicador importante para características maternais, pondera um efeito direto do crescimento e qualidade de carcaça até a desmama.

Para concatenar diferentes e relevantes indicadores econômicos sobre a performance maternal calculamos o RMat® – Retorno Maternal é um índice bio-econômico que visa identificar as vacas com maior eficiência produtiva e os touros que produzem essas matrizes.

Os componentes contemplados no cálculo do RMat® são: precocidade sexual, permanência reprodutiva e custo estimado de mantença da vaca, e desempenho de seus bezerros.

Acasalamento Dirigido CIA

Considerar simultaneamente esta diversidade de distintas e relevantes informações funcionais e produtivas relevantes sem o apoio de um sistema informatizado, e ainda controlar o grau de endogamia no produto e na população, seria uma tarefa muito difícil e pouco eficiente, por outro lado, não fazê-lo seria uma subutilização das informações genéticas produzidas e um fator de limitação e restrição ao ganho genético possível.

Desta maneira, a Cia de Melhoramento simula o acasalamento de reprodutores provados com cada uma das matrizes avaliadas, proporcionando muito mais subsídio às decisões do criador.

Seleção Genômica CIA

O modelo clássico de melhoramento genético animal baseava-se exclusivamente na estratégia quantitativa, mensurando a expressão dos genes responsáveis pela determinação das características produtivas.

A evolução científica e tecnológica possibilitou avanços significativos no campo da genética molecular, trazendo para a rotina práticas antes empregadas apenas na pesquisa científica.

A combinação da genética quantitativa (DEPh) e da qualitativa (Genômica), através de um banco de genótipos superior a 91.000 animais genotipados, possibilitou o desenvolvimento de equações de predição mais acuradas precisas, refletindo diretamente na acurácia das DEP’s Genômicas calculadas.

O maior impacto e utilização desta tecnologia está nas categorias animais com histórico de menor acurácia em suas predições genéticas.

Animais certificados cia

Finalizada a avaliação genética da safra, os animais localizados entre os melhores indivíduos da população avaliada (TOP 20%), para um conjunto de características produtivas e funcionais, organizadas matematicamente na forma de Índice de seleção (ICIAgen).

Após atenderem ao crivo genético, à inspeção funcional e ao padrão racial os animais recebem o CEIP (Certificado Especial de Identificação e Produção), documento que atesta a superioridade genética destes indivíduos, outorgado meritocraticamente aos melhores indivíduos de cada safra. Este certificado proporciona isenção fiscal na comercialização destes animais (ICMS), bem como os habilita ao financiamento público ou privado.

Reprodutores CEIP CIA

Os produtores que buscam melhores e maiores retornos sobre seus investimentos devem exigir e adquirir somente reprodutores CEIP de seus fornecedores de genética, este documento é a segurança de estar levando para o seu rebanho indivíduos expostos a uma elevada pressão de seleção e com destacada superioridade neste meio.

Somente os animais com real potencial de melhoria genética das características selecionadas são detentores desta certificação, são denominados Reprodutores CEIP Cia.

Todos são genotipados e suas DEP’s Genômicas conferem maior acurácia às estimativas produtivas, aumentando a confiança e mitigando riscos para os produtores usuários desta genética.

Matrizes CEIP CIA

É decisiva a contribuição da matriz na performance aferida, ela contribui com 50% do material genético do produto, assim a medida que melhoramos as fêmeas do rebanho, melhores serão os resultados obtidos.

As matrizes CEIP Cia de Melhoramento, constituem-se na oportunidade de transferência integral do tempo de seleção, da filosofia de trabalho e antecipação de resultados, uma vez que elas asseguram superioridade genética na parcela maternal.

Bezerros de Qualidade CIA

A contínua infusão de genética superior na população e a seleção sistemática das matrizes, resulta em um novo referencial de qualidade na produção de bezerros.

Velocidade de crescimento e qualidade de carcaça são características marcantes dos bezerros produzidos pela Cia de Melhoramento.

Sêmen e Embriões CIA

A Cia de Melhoramento divide seus resultados com a pecuária através dos animais produzidos (Reprodutores, Matrizes), mas também através das biotecnologias reprodutivas, que permitem ao usuário acessar o que há de melhor em termos de evolução genética.

Sêmen – Através do crescimento da inseminação artificial, impulsionada pela IATF, o criador pode infundir em seu rebanho genética de reprodutores Cia.

Resultado de uma altíssima pressão de seleção e fruto de várias gerações de animais geneticamente superiores, os reprodutores Cia carregam em seu DNA a fórmula da pecuária de ciclo curto.

Embriões – A transferência de embriões a partir da FIV (Fertilização In Vitro) assume uma nova dinâmica nas estratégias reprodutivas, principalmente para aqueles rebanhos e criatórios envolvidos com programas de melhoramento genético, pois através desta técnica é possível a transferência integral de décadas de trabalho e seleção.

Como se associar

1.  Preencha o formulário ao lado, em até 2 dias você receberá um telefonema de um técnico da CIA para agendar uma visita à sua fazenda.

2.  Em seguida, você receberá uma ficha Proposta de Associação e nosso Estatuto.

3.  Preencha e assine a ficha de inscrição, envie uma cópia para o mesmo e-mail do item 1 e poste o original assinado pelo correio o endereço indicado na proposta.

4.  Em até 2 dias você receberá a confirmação da aprovação de sua proposta e instruções para agendamento das primeiras visitas de avaliação.